Vida doméstica

Em meios civilizados, o ódio na vida doméstica
constuma se expressar quando se dizem coisas
que podem parecer bastante inofensivas quando
escritas, mas que, ditas em determinado tom de voz…
(carta 3 pag 4)

Com os modernos meios de comunicação, todos os dias, mostrando estilos de vida muito confortáveis e sem compromissos preparamos o caminho para atacar uma das fortalezas da propagação da fé, a vida doméstica.
Uma coisa que nunca foi simples e  a cada dia fica pior, é o relacionamento familiar. E isto é uma vantagem muito grande quando se pretende afastar o homem de Deus. A falta de paciência que algumas vezes fora de casa é controlada, deixa-se livre quando junto aos seus, é preciso incentivar seu paciente para que ele libere sua agressividade onde todos tem que suportá-lo.

Quando o paciente, dentro de sua casa, fala de forma ofensiva e que humilhe sua mãe, faça ele perceber que apenas disse o que precisava ser dito, e que nunca fala com intenção de ofender. A frase mais interessante para terminar qualquer discussão deve ser “ninguém me entende”, repita tanto para ele que ele passe a usar como um mantra.

Para tornar o controle sobre a família mais eficiente é necessário que, se dois discutem, quando um fale ofenda e ache que não fez nada e o outro comporte-se como vítima de uma desgraça, quando os papéis se invertem, cada um assuma o papel do outro, tal e qual.

Também, nestas situações, todo o cuidado é necessário, é preciso que o amor natural, fraternal ou filial, fique amortecido ou esquecido, se deixar as pessoas lembrarem o quanto são importantes uma para a outra, e se fizerem o esforço de se colocar na situação da outra pessoa, o trabalho pode perder-se.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Enfim salvo

 

“É com pesar que recebo a noticia que
seu paciente converteu-se ao cristianismo”.
(carta 2 pag 1)

Nenhum problema fica sem solução, a grande vantagem do convertido é que ele sabe que é melhor, mais preparado e mais próximo de Deus que todos os outros seres humanos. Precisamos incentivar esta certeza, mostrando o quanto os outros são medíocres, e que até mesmo a pregação seria muito melhor com suas ideias.

Além de facilitar que o paciente descubra os erros dos outros, mostre que não adianta alertar, não vão ouvi-lo, é melhor criar um outro grupo, uma nova divisão, mais próxima do ideal que apenas ele tem. Não deixe, que ele perceba nosso maior lema, divisão… divisão… divisão. Os homens adoram novidades, assim alguma coisa “renovada”, “neo”,  “renascida” ou alguma coisa grande, “internacional”, “mundial”, “universal”. Deixe o paciente dormir e sonhar, navegando entre tantos caminhos, quanto mais longe ele estiver de uma fé pura mais seguro ele estará de suas convicções.

 

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Tudo está correto!

 

“O seu paciente sempre foi acostumado, desde criança, a ter
uma dezena de filosofias incompatíveis dentro de sua cabeça.
Ele não classifica doutrinas basicamente como ‘verdadeiras’
ou ‘falsas’ e sim com ‘acadêmicas’ ou ‘práticas’,  ‘antiquadas’
ou ‘contemporâneas’ , ‘convencionais’ ou ‘cruéis’.”
(carta 1 pag 2)

Carissimos a modernidade por séculos tenta mostrar que a idéia de Deus é incompatível com a vida, e durante todo o tempo procurou afastar os homens deste conceito errado, mas isto não foi produtivo. Se afastar o mundo de Deus não deu certo, então a pós modernidade agora trata do problema de uma forma mais inteligente. 

Não diremos mais que a verdade ensinada está errada, mas diremos que tudo é verdade, portanto nada é errado, desta forma conseguiremos ao fim, convencer o mundo, que não havendo o erro, também não existe verdade.

Faremos que o homem encontre sua “verdade”, nas coisas que ele chama de “reais”, apenas o cotidiano é palpável e observando o mundo, poderá afirmar, que se muita gente faz alguma coisa, seja o que for, isto deve ser correto. Todos devem deixar de procurar um conceito, de certo e errado intrínsico, mas devem aceitar o que o mundo indicar. Os meios de comunicação bem preparados e os religiosos mal preparados serão apoio importante nesta tarefa.

Posted in Uncategorized | Leave a comment